Natália Correia Grandes mulheres

Natália Correia

Grandes Mulheres Portuguesas

NATÁLIA DE OLIVEIRA CORREIA 
FAJÃ DE BAIXO, S. MIGUEL 13/09/1923 – LISBOA, 16 DE MARÇO DE 1993

É quase impossível resumir a intensa vida de Natália CorreiaFoi uma admirável poetisa, dramaturga, ensaísta, romancista, guionista, editora, jornalista e tradutora. Foi política e ativista, defendendo a modernização dos costumes e dinamizando as artes em Portugal.

“Os meus heróis na vida real são os que desafiam a lei em nome de um ideal.” – Natália Correia

Fomentou, primeiro em sua casa, e depois no Bar Botequim, uma das mais importantes tertúlias de Lisboa, onde compareciam as mais distintas figuras das letras, artes e política oposicionista. 

Destacando-se pelos impressionantes dotes oratórios, personalidade livre, e por ser uma mulher de convicções fortes, Natália Correia assumiu publicamente divergências com o Estado Novo. Defendeu a liberdade erótica e passional da Mulher, lutando contra os preconceitos que o género feminino enfrentava e, infelizmente, ainda enfrenta. Foi condenada a pena de prisão (com pena suspensa) pela obra feminista “Antologia da Poesia Portuguesa Erótica e Satírica”, considerada escandalosa e ofensiva dos costumes da época.Faleceu de ataque cardíaco aos 69 anos, em Lisboa, deixando o seu vasto e inestimável espólio à Região Autónoma dos Açores. A sua morte deixou um vazio impossível de preencher na cultura portuguesa, porém o seu exemplo de inteligência, coragem e liberdade continua a inspirar-nos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *