banner_eu acredito

Eu acredito em ti, e tu acreditas?

Por Matilde Castela

Eu acredito em ti, e tu acreditas?

Parece algo simples, é só acreditar em nós próprios, mas será que é mesmo assim?
Durante grande parte da vida fui pensando que sim, ah… Sim eu acredito… Ah sim… Eu sou capaz! mas a verdade, é que é diferente aquilo que dizemos e aquilo que realmente está dentro de nós. O que ficou enraizado quando alguém gritou connosco e disse que nós não sabíamos fazer alguma coisa. Quando alguém, em tom de brincadeira, diz que não prestamos ou não sabemos fazer isto ou aquilo.

Até uma simples frase como tu és mesmo parvo/a que tantas se ouvi por aí se entranha nas nossas células e nos destrói a nossa confiança. 

O nosso subconsciente tem dificuldade em distinguir a ironia, para ele tudo é realidade e é muito mais fácil construir um padrão do que desconstruir algo que foi plantado e foi ficando ao longo dos anos.

Tudo isto para chegar ao ponto principal. Temos de ser os primeiros a acreditar em nós. Mas, também, temos de ser os primeiros a não destruir o outro que está à nossa frente, em ter empatia, compaixão, em perceber que é uma pessoa, um ser humano, alguém que merece todo o nosso amor. Porque se todos estamos interligados pelas pequenas partículas do universo, quando estás a destruir o outro estás a destruir – te a ti. 


Por isso eu acredito em ti antes de tu acreditares e dessa forma acredito também em mim.

Até breve

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: