banner avos

Avós, um Bem mais que precioso!

Por Rita Pires Pereira

Avós, um Bem mais que precioso!

Todos nós ou a grande maioria, estamos habituados a um grande apoio por
parte dos avós aos seus netos, nossos filhos, mas neste momento vemos travada e imposta uma “ordem” que jamais esqueceremos e que nos inquieta o coração!

Vivemos sob a ameaça de um bicho estranho qualquer, a que deram o nome de COVID-19 e é este mesmo bicho que nos está a querer afastar dos nossos seres mais queridos…os nossos pais, os nossos avós!


Sabemos que o envelhecimento faz parte da viagem que é a vida, é um
processo natural pelo qual todos queremos ter o prazer de passar, é sinal de que a nossa viagem na vida pode ser longa… mas não importa apenas vivê-lo naturalmente, sem nada fazer, passando apenas mais um dia e outro e outro, devemos tornar esse momento mais ativo, saudável e de qualidade. E é um facto que os netos ajudam a viagem dos avós nesse sentido! Não é?


Pois agora, que estamos sob esta ameaça vamos viver aquilo que não queremos que os avós vivam! Vamos isolar-nos, vamos estar mais sozinhos, vamos viver dias monótonos e sedentários! E isso pode ser grave…todas estas situações não são saudáveis nem para jovens quanto mais para idosos…não nos dão qualidade de vida, apenas nos tornam mais vulneráveis!


É a partir deste pensamento que queremos que tanto nós como os avós, se
mexam cá dentro, ou seja, dentro de casa há muito que fazer, e juntar os netos com os avós, mesmo que à distância, nunca foi tão fácil. Os papás têm nesse sentido a tarefa de ajudar a que isso possa acontecer! Temos as novas tecnologias, lembram-se?

A ideia é que todos os dias tenham uma hora só para juntar avós e netos, seja ao telefone, seja por vídeo chamada, seja por mensagens de som e imagem, mas juntem-se! Por eles e por nós!
Podem ter uma lista de atividades que os netos mais gostam de fazer com os
seus avós, troquem experiencias diárias. Perguntem ao avó o que já fez hoje? Qual

era a sua atividade preferida quanto tinha a idade do neto, contem-lhes histórias, adivinhas, mostrem musicas que adoram e perguntem-lhes quais as deles! Dancem juntos ao som de uma musica escolhida por vós!
Se temos de estar longe será porque mais breve iremos estar juntos e é isso
que nos vai motivar a todos!


O bem-estar e a alegria que as crianças dão dentro de uma casa, proporcionam no momento em que interagem com a família, um crescimento dos laços afetivos e um aumento da cumplicidade entre todos, gerando confiança no seio familiar. Ajudem os vossos a ultrapassar isto, tal como dentro de casa o querem ultrapassar, pensem que se hoje estão ansiosos porque não podem ir à rua, o avô e a avó ainda se sentem mais, porque para eles o perigo é maior…


“Longe da vista, mas sempre perto do coração”,

não permitam que a distância forçada se torne numa distância permanente, pelo contrário, que sirva para aproximar gerações! Zelem por eles, conservem o vosso amor e mantendo esta distância estão a agradecer-lhes por serem tão presentes como sempre!

Este texto é para todos os avós, mas em especial aos do meu filho!
Obrigada de coração!

Amanhã estaremos juntos outra vez e ainda mais unidos!