poupança nas crianças

10 Dicas para incentivar o seu filho a poupar

10 Dicas para incentivar o seu filho a poupar

Em vésperas do Dia Mundial da Poupança, trazemos-lhe 10 dicas para incentivar o seu filho a poupar.
E o melhor é que o seu filho não tem sequer de já saber contar para poder começar a pôr em prática algumas destas dicas.
Quanto mais cedo o motivar para a poupança, melhores serão os resultados no futuro e mais consciente financeiramente ele se tornará.

São elas:
1- Converse com ele sobre dinheiro
O dinheiro não tem de ser um assunto tabu. Na sociedade em que vivemos
dependemos dele para viver, por isso falar sobre dinheiro abertamente com o seu filho dá-lhe a noção de naturalidade. Contudo, não faça de tudo uma conversa sobre dinheiro para que ele não fique com a ideia de que é o mais importante. Ajudá-lo a distinguir entre preço e valor das coisas pode ser uma boa estratégia. Por exemplo, se ele lhe pedir um brinquedo, mostre-lhe que/quantos bens de 1.ª necessidade têm o mesmo custo desse brinquedo.

2- Definam um objetivo para a poupança
Pode ser uma atividade que ele gostasse muito de fazer (ir ao cinema ou a um workshop), uma pequena viagem ou uma visita a um sítio especial (o Oceanário, o Jardim Zoológico e o World of Discoveries podem ser algumas das opções a considerar).

3- Deixe-o escolher um mealheiro
Se for transparente para ver o dinheiro acumular, ainda melhor.

4- Dê o exemplo
Nada os incentiva mais do que verem os pais fazerem o mesmo. Faça uma poupança para si também e mostre ao seu filho como cresce e para o que a vai usar.


5- Recompense o esforço
De vez em quando, e se de facto ele se mostra empenhado, reforce-lhe a poupança com uma ou duas moedas extra.


6- Contem o dinheiro com regularidade
A frequência vai, naturalmente, depender do valor total a angariar e da velocidade com que o seu filho vai “engordando” o mealheiro, mas ajudá-lo a contar vai não só promover o cálculo matemático como também o vai incentivar a atingir o objetivo.


7- Ajude-o a fazer escolhas acertadas
Quando ele lhe pedir para comprar alguma coisa de que não necessite realmente, explique-lhe como o valor que pagaria por isso pode ser usado para aquilo que ele quer/precisa mesmo.

8- Dê-lhe uma semanada/mesada
Se o seu filho já tiver idade para fazer uma pequena gestão do dinheiro, use a semanada/mesada para o tornar responsável pelas suas opções.

9- Compense-o de forma simbólica
Se o seu filho realizar alguma tarefa que não estava pré-estabelecida ou que, à partida, não seria da responsabilidade dele, compense-o monetariamente de forma ocasional.

10- Joguem ao Monopólio
De forma lúdica, pode ir ajudando o seu filho a familiarizar-se com o dinheiro e a fazer escolhas em função daquilo que define como mais importante.

Gostou das nossas dicas? Já coloca em prática alguma delas?