Mulheres de Armas

Mulheres de armas! Onde é que elas estão?

Escrito por: Rita Pires Pereira

Mulheres de armas! Onde é que elas estão? Dizem que a maternidade põe qualquer um de cabelos em pé, dizem…

Ser mãe é um dos maiores desafios e não há mãe que diga o contrário, no entanto é também compensador, não?

Ora pensem lá:

Primeiro entramos em stress quando eles nascem, isto porque choram e não sabemos bem porquê, depois começam a alimentação complementar e não engraçam lá muito com isso (para mim é a parte mais difícil de todas). A seguir começam a gatinhar, a subir sofás, a andar e viram a casa de pernas para o ar, fase esta que curiosamente coincide com o regresso da mãe ao trabalho, certo?

Percebem agora o desafio da coisa?

Bom… não há outro remédio senão conciliarmos a família, a casa e o trabalho, mas muitas vezes isso não é possível e fica alguma coisa para segundo plano. Deixem-me adivinhar, essa “coisa”… são vocês!

Agora pergunto: onde está o tempo para sermos nós mulheres? Pois é… ganhamos cabelos brancos e nem tempo tempos para cuidar deles!

Vale a pena perder mais um bocadinho do nosso tempo a tentar organizar o nosso dia-a-dia. Se ponderarmos prioridades e decisões talvez as coisas se descompliquem ligeiramente que seja, o que já é muito bom!

Lanço-vos um desafio:

Percam uma hora do vosso dia para vocês mesmas. Escolham uma atividade que vos dê prazer, mesmo que seja ver uma série ou ler um livro, ou até beber um café e pensar. Apanhem ar, respirem a vossa essência, sejam vocês mesmas. Só custa a primeira vez! Depois disso vão sentir essa necessidade, vão precisar de estar, de ser.

Eu sei que na maioria das vezes as 24 horas do dias não são suficientes para tudo e 1hora parece fazer diferença nas vossas tarefas, mas prometo que vai valer a pena!

Se pensam que não conseguem é porque nunca tentaram!

Vamos lá! Tracem um plano do vosso dia, da vossa semana, escolham as vossas prioridades e a vossa atividade preferida. Construam um esquema e colem-no no frigorífico para que se lembrem todos os dias! E não me digam que não abrem o frigorífico todos os dias…

Antes de sermos mães, já éramos mulheres! Andamos tão atarefada que nos esquecemos, por isso lhe chamo desafio. Queremos sempre ser melhores, alcançar mais e melhor, não é verdade?

A verdade é que conseguimos, basta organizar-nos, traçar projetos, mas sem nunca nos esquecermos de viver!

Mulheres de armas! Marchem no vosso caminho, tracem as vossas direções, mas não desistam a meio do percurso. Sigam atentas à vida, à vossa! Vocês serão sempre o epicentro das vossas escolhas.

Combinado?