Bebés, devemos ou não deixa-los chorar

Bebés. Devemos ou não deixa-los chorar?

Por Cristele Matias

#bebés #maternidade #choro #emoções
Devemos ou não deixá-los chorar?

Acredito que existam muitas coisas capazes de partir um coração de mãe em mil pedaços. (Até porque depois de sermos mães, a nossa capacidade para nos emocionarmos aumenta exponencialmente).  Mas uma dessas coisas, que transforma o enorme coração de mãe em cacos é ouvir o nosso filho chorar. Principalmente no início, talvez nos primeiros tempos, ou pela vida inteira.

Existem imensas teorias. Muitas delas defendem que o bebé deve aprender a acalmar-se sozinho, que chora por manha, que chorar faz parte. Sem dúvida! Mas será que nós adultos também choramos, ou passamos a vida a engolir o choro?Afinal de contas, faz parte!

Trabalho com crianças e com emoções. “Trabalho” diariamente com as minhas próprias emoções e não acredito que um bebé recém-nascido ou com meia dúzia de meses consiga fazer a sua própria regulação emocional.

E não sou eu que digo, é a ciência. O cérebro da criança não está ainda preparado para gerir e regular as suas emoções. E é por isso que tantas vezes nos mandam ignorar algumas birras. Porque elas – bem como o choro – são formas da criança se exprimir e comunicar. Porque nesse momento específico da sua vida não consegue fazê-lo de outra forma.

Deixar uma criança chorar horas a fio no berço, não irá fazer com que se acalme. Irá quanto muito ajudar  a criar uma criança insegura. Porque um bebé quando nasce precisa acima de tudo de se sentir amado e seguro. Isso não significa que não chore, mas que “sente” que o seu choro é ouvido.

À medida que vão crescendo existem tantas outras coisas que os podem – e vão – fazer chorar. Continuará a ser importante que chorem, mas será mil vezes mais importante terem a certeza de que o seu choro continua a ser ouvido. 

Ler mais artigos de Cristele Matias AQUI