Ser feliz após o divórcio

Por Inês Martinho

É possível? Sim!


É difícil? Muito! Não vale a pena negar ou iludir!
A dor de uma separação é  intensa, cruel, tão cruel que se confunde com o fim, fim de tudo. Mas é o contrário, não é o fim, é sim o início, o início de uma viagem de autoconhecimento de descoberta em que não importa muito o destino, importa o caminho e todos os obstáculos que se enfrentam; a bagagem a levar é apenas e só a nossa mente e o nosso coração…
O início da viagem é complicado, conviver com a dor não é fácil mas é necessário porque a vida continua e temos de continuar a ser trabalhadoras, mãe, filha, amiga e acima de tudo continuarmos a ser nós, ou melhor começamos e aprendemos a conhecermo-nos e é isto que torna esta viagem inicialmente turbulenta, dolorosa e por vezes impossível, numa viagem maravilhosa, revitalizante e inspiradora. 


Aquelas frases que muitas vezes lemos e ouvimos sobre a nossa força que só quando é posta à prova é que sabemos que a temos e, a célebre frase feita “és mais forte do que imaginas” não são balelas, são a mais pura verdade! 
Custa recomeçar, custa reaprender a viver, porque no fundo é disso que se trata esta viagem: reaprender a viver!


Mas é recompensador…ainda estou a meio da viagem, mas garanto que é
recompensadora toda a aprendizagem, toda a motivação, toda a inspiração, toda a bagagem que tenho ganho, começam a pesar mais na balança relativamente à perda e dores que tive e tenho ainda.

Tenho sim mas como disse a viagem está a meio e já ganhei mais do que perdi! Muito mais!

Inês Martinho

Para leres mais da Inês Martinho clica AQUI


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: