Amor de mãe

Mães! Que amor é este?

Por Rita Pires Pereira

Mães! Que amor é este?

Um dia acordei e percebi que fui Mãe…e surgiu um sentimento inexplicável…

Mãe é muito mais do que parir, mais do que cuidar, mudam rotinas, prioridades, muda tudo. É estar emocionalmente ligada a alguém, um alguém muito especial que não sabe nem nunca vai saber a dimensão do amor, esse sentimento inexplicável!

Será que conseguem classificar o vosso amor? Eu não consigo e não entendo porquê. Não o percebo, não o sei explicar, apenas o sinto!

Passamos meses a planear o nascimento, ansiamos pelo momento, queremos tudo perfeito (como se a perfeição existisse…), sofremos, temos medo, mas só o reconhecemos quando nascem, quando vos temos nos braços e PUM… a vida dá uma volta de graus infinitos!

A verdade é que ficamos emocionalmente ligados a vocês, filhos!

Nunca me explicaram o porquê de estar emocionalmente ligado a alguém e acredito que nunca ninguém vai conseguir explicar, porque embora não conheça o motivo, só eu o sinto!

A maternidade conspira contradições, umas vezes temos vontade de vos abraçar, beijar, amassar com mimos, já outras, temos vontade de vos apertar de nervos, mas sempre que isso acontece, minutos depois estamos a abraçar-vos como se não houvesse amanhã e, na verdade quem sabe se haverá?

O melhor é mesmo não perder a oportunidade! Pois, é certo e sabido que a relação mãe – filho não tem explicação, eles fazem parte de nós como se de um órgão vital se tratasse e a verdade é que é quase isso…para mim não vale a pena procurarmos respostas, eu não quero nem preciso encontra-las por que o fascinante nesta relação é isso mesmo, estar emocionalmente ligada a Ti!

Educar é das tarefas mais difíceis e não venham professores e educadores nem cientistas dize-lo, basta ser pai/mãe para o perceber.

A imposição de regras, a dureza de palavras que por vezes temos de utilizar, essa é a parte que dói de ter de ser, parte o coração, no entanto estar emocionalmente ligado a Ti é também fazer-vos perceber erros, ensinar e preparar para viver com respeito e dignidade, preparar para Ser.

Ser Mãe é todo um turbilhão de emoções que valem a pena, sabem bem. Um dia rimos, no outro choramos. Um dia gritamos, no outro falamos baixinho.

Ser Mãe é isso mesmo, é não ter dias iguais, uns são cinzentos, mas os outros muito brilhantes e cheios de cor e o que faz tudo valer mesmo a pena é o estar emocionalmente ligada a Ti, esta magia que dá sentido à vida, à nossa e à vossa!

Filhos…cadilhos que valem cada lágrima, cada grito de dor, cada sorriso, cada emoção.

Nós tentamos ensinar-lhe a viver, mas na verdade eles é que nos ensinam todos os dias o verdadeiro sentido da vida, ensinam-nos a dar valor ao que realmente importa!

Será que conseguem perceber o que digo?

Também se sentem assim? Emocionalmente ligadas a alguém?

Oh seres pequeninos que nos tornam grandes!… Um Beijinho Mães!

Mais artigos de Rita Pires Pereira